Caso suspeito de H1N1 é detectado em Tangará da Serra

Redação DS 29/05/2017 Polícia

Caso aguarda confirmação que deve levar em torno de 20 diasUma

Polícia

jovem encontra-se internada em Tangará da Serra por suspeita de gripe H1N1. A informação foi confirmada pelo secretário municipal de saúde, Itamar Martins Bomfim e pela coordenadora do setor de Vigilância Epidemiológica do município, Juliana Herrero.
“É uma adolescente que tem uma síndrome nefrótica. Ela é do grupo de risco, mas ainda não foi vacinada e tem três dias que começou com desconforto respiratório, apresentou febre e a mãe a levou para a UPA. Por conta dessa secreção, febre e já pela patologia dela, a gente iniciou o uso da medicação e colhemos a secreção”, afirmou Juliana, ao salientar que a amostra colhida será mandada para Cuiabá e levará em torno de 15 a 20 dias para ter seu resultado.
“É uma suspeita, a gente demora ainda 20 dias para ter uma confirmação. Porém, a gente já tem uma confirmação de um outro caso suspeito que a gente teve no início do mês e que chegou o resultado confirmando Influenza tipo B”, acrescentou, ao destacar que este segundo caso confirmado também pertencia ao grupo de risco e não havia recebido imunização. Conforme Juliana, este, evoluiu para cura.
A coordenadora lembrou que a Campanha de vacinação foi prorrogada e que os pertencentes aos grupos de risco devem comparecer ao posto de saúde mais próximo para garantir sua imunização.
“Por enquanto a população do público-alvo tem que se vacinar porque a vacinação é uma das medidas para tentar prevenir a Influenza tanto A quanto B. Ainda temos aproximadamente 6 mil pessoas do grupo de risco a serem vacinadas. Então, essas pessoas precisam procurar uma Unidade de Saúde da Família e vacinar”, frisou, ao alertar a população que quedas de temperatura, como a registrada no último fim de semana em Tangará, aumentam o risco de proliferação do vírus.

>> Paulo César Desidério - Redação DS

Notícias da editoria