Falta de conclusão de Centro de Treinamento frustra estudantes

G1 MT 09/06/2018 Esportes
Esportes

As obras da Copa do Mundo no Brasil seriam um legado para as futuras gerações, mas os serviços foram suspensos. As obras da Arena Pantanal e dos centros oficiais de treinamento de Cuiabá e Várzea Grande, região metropolitana, não ficaram prontas.

Estudantes de educação física da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) relatam que o Centro Oficial de Treinamento (COT) seria um presente para a universidade e um sonho para quem havia passado no vestibular. “Uma pista oficial de atletismo e um campo com as medidas oficiais com todos os requisitos mínimos da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) seria muito importante para a nossa formação”, disse o estudante Sidivaldo da Silva Santana.

O local foi desativado em 2012 e, nesse período, mais de 10 turmas de graduação de educação física deixaram de utilizar o COT. “Eu tinha um sonho de começar a treinar corridas na pista de atletismo e deixar as provas de campo, mas isso não aconteceu, pois acabei perdendo o foco. Não adianta ficar muito tempo sentado na cadeira esperando por algo”, lamentou a estudante Karla Diniz Silva.

De acordo com o presidente da Federação de Atletismo, Tomires Lopes, as aulas teóricas e práticas de futebol e atletismo foram afetadas e, com isso, além dos universitários, a comunidade também perdeu, pois poderiam fazer as atividades gratuitamente.

Além desse espaço esportivo, outros também ficaram na promessa, como o COT do Pari, em Várzea Grande, que seria a casa do clube Operário Várzea-grandense ou um espaço de esporte e lazer para a população, mas o local está desativado e em situação de abandono.

Notícias da editoria