Mais um caso de H1N1 é confirmado em Tangará

Rodrigo Soares / Redação DS 24/06/2018 Saúde
Saúde

Um diagnóstico encaminhado recentemente até a Vigilância Epidemiológica de Tangará da Serra confirmou mais um caso de Influenza A H1N1 no município. Com o resultado, o número de influenza na cidade sobe para quatro casos, além de sete que ainda estão em investigação e três que foram descartados.
No último caso de Influeza H1N1 confirmado no município, a vítima trata-se de um homem na faixa dos 35 anos, que evoluiu para a cura.
De acordo com a vítima, que preferiu ter sua identidade preservada, os primeiros sintomas apareceram logo após a realização de uma viagem. “No dia 21 de abril, eu fiquei gripado e fui receber atendimento médico. No dia seguinte, comecei a tomar antibiótico, sendo que o uso da medicação durou cinco dias”, contou o homem à reportagem do Diário da Serra, relatando que ao perceber que os sintomas da gripe não diminuíram, procurou outro especialista, oportunidade em que foi receitada outro tipo de medicação.
“O antibiótico acabou dia 4 de maio, e no dia posterior senti uma melhora”. Apesar do alívio dos sintomas, a vítima viu seu estado de saúde se agravar no dia 07 de maio, quando desencadeou uma série de complicações que o levou até a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Com o estado de saúde ainda mais delicado, o paciente passou a sentir taquicardia, elevação da pressão, falta de ar e expectoração com sangue, precisando ser levado para uma UTI em Cuiabá. “Recebi tratamento para vários tipos de vírus, porque até então não sabiam qual (vírus) que era, então recebi uma série de medicações, sedado e entubado”.
No dia 12 de maio o paciente apresentou evolução em seu quadro de saúde, mas permaneceu até o dia 17 do mesmo mês na UTI. “Tive miocardite. O vírus atacou a parte respiratória e o coração”, contou o paciente.

Vítima de H1N1 alerta sobre importância da vacinação

“O vírus não escolhe classe, cor, sexo ou religião. Ele pode atingir qualquer pessoa”. Essas são as palavras do último paciente diagnosticado com Influenza A H1N1 em Tangará da Serra. Segundo ele, tomar a vacina é uma ação que pode salvar a vida. “Quando eu retornei da viagem, estava com intenção de tomar a vacina. Porém, quando começou a campanha de vacinação eu já estava gripado. Quero destacar a importância da vacina,   pois é fundamental que todos tomem, então a população deve estar consciente”, alertou o paciente, que mesmo já tendo  vencido vírus H1N1, ainda passa por acompanhamento médico.
Na última sexta-feira, 22, encerrou-se a campanha de vacinação em Mato Grosso. O Estado alcançou a meta de cobertura de vacinação, ultrapassando o índice de 90%. Em Tangará da Serra, conforme os últimos dados repassados pela Vigilância Epidemiológica, mais de 17 mil pessoas já foram imunizadas, alcançando a meta de Vacinação de 95,74%. Conforme relatos do setor, mesmo que a meta já tenha sido atingida, ainda não há informações se a campanha será prorrogada no município, estando em conformidade com o Ministério da Saúde.

 



Notícias da editoria