Bastidores da Política

Redação DS 05/07/2018 Bastidores da Politica

Restrições

A pré-candidata ao Senado, Selma Arruda (PSL), garante que não “venderá sua alma” para coligar-se com partidos do qual possui restrições. A referência é em razão da conversa com o pré-candidato ao governo, senador Wellington Fagundes (PR).

PR e MDB

Acontece que quando estava na ativa, Selma atuou nos casos envolvendo o ex-governador Silval Barbosa. Hoje, a sigla faz parte da coligação que apoia Wellington. E ela afirmou que não dividiria palanque com partidos que tem em seus quadros pessoas assim.

Posicionamento

“Mantenho minha posição de não estar com o MDB e de até retirar minha candidatura caso seja imposto algo que não me ache confortável de permanecer. Não posso vender minha alma, pois entraria (na política) maculada”, disse a pré-candidata.

Mauro Mendes

Presidente do DEM em Mato Grosso, o deputado federal Fabio Garcia confirma que o lançamento oficial da pré-candidatura do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes ao governo será realizado na próxima semana. A data será divulgada em breve.

Campanha

Fabio também falou que o rompimento do tendão enquanto jogava bola com crianças, que obrigou Mauro a se submeter à cirurgia de emergência, não tirou o ânimo da pré-campanha. “Vamos fazer campanha nem que seja de cadeira de rodas”.

De volta ao trabalho 

Depois de faltar em três sessões na Câmara de Cuiabá para participar dos jogos da Copa na Rússia, o vereador Renilvado Nascimento (PSDB) voltou ao trabalho nesta quinta. Ao fazer uso da tribuna justificou, novamente, que não utilizou de recursos públicos para viajar até a Europa, e que se explicará junto ao MPE, por prevenção. “Vamos por uma pedra sobre isso”.

Notícias da editoria