Mais de um incêndio por dia é registrado em Tangará

Rodrigo Soares / Redação DS 17/07/2018 Geral
Geral

Mesmo com o período proibitivo de queimadas na zona urbana válido por todo ano, os números de  ocorrências de incêndios em vegetação atendidos pela 3ª Companhia Independente do Corpo de Bombeiros (CIBM) de Tangará da Serra têm sido alto, principalmente em julho. Somente nos 17 primeiros dias desse mês, 20 casos foram registrados em pontos espalhados por vários cantos do Município, o que equivale a aproximadamente 1,17 ocorrência por dia.
Conforme boletim da 3ª CIBM cedido à reportagem do Diário da Serra, o número de incêndios em vegetação registrado nos primeiros dias desse semestre é extremamente alto se comparado com os primeiros seis meses desse ano, que acumulam 26 atendimentos de emergência. “A grande maioria dessas ocorrências são incêndios provocados, que acontecem quando existe a perda do controle do fogo colocado pela própria população, na maioria das vezes”, explicou o comandante adjunto da 3º CIBM, Tenente Fábio dos Santos Sabino, enfatizando a importância da população solicitar o serviço de emergência do Corpo de Bombeiros quando se deparar com alguma queimada. “Quem verificar que está ocorrendo algum incêndio, chame o Corpo de Bombeiros, pois quanto mais rápido o atendimento chegar, com mais facilidade o incêndio será controlado”, relatou o comandante adjunto.
Apesar da alta registrada nos primeiros dias desse mês, o número total de incêndios em vegetação  ainda não ultrapassou os casos registrados no mesmo período do ano passado. “Os dados estão bem próximos de 2017, que teve 48 até este mesmo período de 2018. Até então nesse ano, tivemos 46 ocorrência dessa natureza”, explicou o tenente. “Pedimos a conscientização da população, pois os incêndios só tendem a agredir ao meio ambiente e a saúde de toda sociedade”, finalizou o comandante.

 

Notícias da editoria