Usinas Itamarati garante que irá investigar queimada em canavial

Redação DS 10/08/2018 Geral

O fogo consumiu uma área de plantação de cana-de-açúcar, na Fazenda Bandeirantes

Geral

Um incêndio de grandes proporções atingiu nesta quinta-feira, 9, uma área de plantação de cana-de-açúcar, na Fazenda Bandeirantes, localizada na zona rural do município de Denise.
Em nota enviada a toda a imprensa, nesta manhã, a Usinas Itamarati informou que foi surpreendida por um incêndio que teve início em parte de seu canavial, e que, o incidente será motivo de investigação. “Caso haja alguma informação sobre a origem do incêndio, pedimos que as denúncias sejam feitas pelo Canal de Transparência da empresa, através do site www.usinasitamarati.com.br/transparencia.php ou através de contato com a Polícia Militar e Civil de Denise e Nova Olímpia”, completam. 
Ainda em nota, informaram que o incêndio foi controlado com o suporte da Brigada de Emergência da Usinas Itamarati e o apoio da estrutura dos fornecedores de cana. “A prática da queima da palha da cana na Usinas Itamarati foi eliminada há mais de 15 anos. E há quase 10 anos a empresa colhe mecanicamente 100% de sua produção, sendo totalmente de cana crua”.

Uma das primeiras a eliminar as queimadas no Brasil
A Usinas Itamarati foi uma das primeiras usinas no Brasil a eliminar completamente a queima da palha da cana. Além do trabalho de conscientização e treinamento realizado internamente com seus trabalhadores sobre o perigo das queimadas, a empresa também orienta a comunidade sobre o assunto, explicando como evitar o fogo e o risco que ele representa principalmente nos períodos de seca intensa no estado. Além do significativo prejuízo ambiental, o incêndio traz enormes prejuízos financeiros para a organização. O fogo atinge área de cana alta, pronta para a colheita, que perderá em eficiência no processo industrial. Além disso, a palha queimada no campo representa grande perda na geração de energia elétrica.
A Usinas Itamarati é amplamente reconhecida no setor sucroenergético por suas práticas sustentáveis e o desenvolvimento de ações neste sentido. A empresa possui certificações importantes que mostram o trabalho sério e continuado no cuidado com o meio ambiente, com a qualidade, com a segurança do alimento que produz e com a sustentabilidade. Sendo detentora das certificações ISO 9001 (Gestão da Qualidade), ISO 14001 (Gestão Ambiental), FSSC 22000 (Gestão da Segurança de Alimentos) e em processo para a obtenção da certificação Bonsucro.



Notícias da editoria