SORRIA, O PT NÃO MANDA MAIS AQUI

Leandro Monteflores 24/09/2018 Artigos

"O socialismo petista, na essência, é um projeto de escravização completa da sociedade"

Leandro Monteflores

O maior problema do PT não é a corrupção.
É claro que a corrupção é fundamental para o PT; é claro que, nas gestões petistas, a corrupção tornou-se método de governo, e muitas vezes deixa de ser uma ocorrência do serviço público para que o serviço público se torne uma ocorrência da corrupção; é claro que eles precisam nadar em dinheiro, garantir suas sinecuras e financiar suas ditadurazinhas amigas espalhadas pelo mundo; é claro que houve o mensalão, petrolão, o BNDES... Longe de mim dizer o contrário; aliás, passei os últimos anos da minha vida falando nisso.
Sim, o PT é bastante similar à máfia. Mas o maior problema da máfia, também NÃO É a corrupção. Trata-se de algo muito pior que a roubalheira. O objetivo final do PT — e não sou eu que estou dizendo, são eles próprios — é controlar todos os aspectos da nossa vida, do berço ao túmulo. O socialismo petista, na essência, é um projeto de escravização completa da sociedade.
Por isso, na minha opinião, a prioridade número 1 de um possível presidente não-petista eleito em outubro deveria ser a completa despetização do aparelho estatal. Que em cada ministério, em cada secretaria, em cada gabinete, nos corredores, nas salas de cafezinho, no relógio-ponto, em cada porta e parede da administração federal seja fixado um cartaz com letras garrafais em verde-amarelo: SORRIA, O PT NÃO MANDA MAIS AQUI. Todos os petistas devem ser afastados das posições de chefia, coordenação, controle ou fiscalização.
O mesmo aviso deverá ser reproduzido nas escolas, nas igrejas, nas instituições e finalmente nas empresas particulares de todo o Brasil. É o processo de despetização geral da sociedade brasileira. Não vamos matá-los, não vamos demiti-los, não vamos prendê-los (a não ser que haja alguma decisão judicial a ser cumprida). Vamos apenas deixar bem claro que eles não mandam mais. Porque o PT e suas linhas auxiliares não são personagens normais do processo democrático: eles são inimigos da democracia, eles não deveriam sequer estar concorrendo às eleições, muito menos sob as ordens de um criminoso condenado pela Justiça.
Vejo muitos petistas desesperados com o rumo das eleições. Muitos até abandonaram qualquer vínculo com a realidade, e no processo acabaram por perder a inteligência que lhes restava.
Esta eleição será uma espécie de plebiscito da escravidão. Pode parecer, mas esse texto não é uma campanha, por mais que alguém diga, essas poucas palavras são somente uma constatação.

 

Leandro Monteflores

Notícias da editoria