Aprendendo a cultura mato-grossense nas aulas de Português e Matemática na Escola Ramon Sanches Marques

Adjane O. Fernandes / Simone A. Lourenço 03/10/2018 Artigos

O resgate cultural tende-se ser feito no intuito de atenuar os estereótipos e preconceitos que essa cultura carrega

Artigos

Que o Mato Grosso é rico em sua diversidade cultural, isso muitos de nós já sabemos. O que poucos sabem, é que essa cultura tende a diminuir significantemente, ao longo dos anos, se a história de Mato grosso, bem como, sua cultura não for inserida no âmbito escolar de forma didática e prazerosa. O resgate cultural tende-se ser feito no intuito de atenuar os estereótipos e preconceitos que essa cultura carrega. Um exemplo a ser dado é o sotaque cuiabano, um dos mais ricos, e menos visto em livros, filmes, teatros e novelas de cultura nacional. Segundo Geertz (1989), a imagem de uma cultura independe do tempo, lugar ou circunstâncias, cada sistema cultural está sempre em mudança e entender essa dinâmica é importante para atenuar o choque entre gerações e evitar comportamentos preconceituosos. Assim, entendemos que a cultura evolui constantemente, independente do lugar ou o contexto que o mesmo está inserido, o resgate cultural tende a acontecer sempre. Partindo desse pressuposto, em que a cultura se movimenta e o aluno precisa acompanhar essas movimentações e modificações, ofertamos aos nossos alunos, uma eletiva que contempla esse conhecimento ainda prematuro, sobre a cultura mato-grossense, aliada as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. Nosso intuito na Língua Portuguesa, é apresentar aos alunos o linguajar, as danças, as músicas, comidas típicas e vestimentas, a partir de gêneros textuais como: notícias, reportagens, receitas, charges, piadas dentre outros, com temas voltados a essa cultura mato-grossense. Já a Matemática, aborda a forma prática e teórica de alguns conceitos, como a educação financeira, desde a confecção de cofres que auxiliam esses alunos a pouparem suas economias, para passeios culturais, quanto à geometria na costura dos figurinos para as apresentações de danças e a proporcionalidade na culinária mato-grossense. Essa interdisciplinaridade entre as áreas de Língua Portuguesa e Matemática se fez presente no último show de Nico e Lau, em Tangará da Serra. Os alunos foram a essa apresentação humorística teatral, aprender de forma descontraída e significativa, como esses artistas representam a nossa cultura. Enquanto professores precisamos aproximar os alunos dessa cultura, a fim de que reflitam sobre a diversidades cultural mato-grossense.

 

Professoras
Adjane O. Fernandes 
Simone A. Lourenço

Notícias da editoria