Dia de Adotar um Animal ainda não tem porque ser comemorado, dizem protetoras

Rosi Oliveira / Redação DS 04/10/2018 Geral

Atualmente, 30% dos bichos abandonados tem raça definida

O dia é comemorado há 18 anos

Comemorado hoje, 04, o  Dia Nacional de Adotar um Animal  desperta uma reflexão mais profunda sobre a importância da guarda responsável, impedindo que os animais sejam abandonados. O dia tem significado importante, é comemorado há 18 anos e tem como objetivo combater o abandono e os maus-tratos a animais através da adoção responsável.


Embora tenha chegado a maioridade, os cuidadores de animais, dizem que a data não tem muito que ser comemorada. “Vendo por mim, como protetora é muito difícil e não temos muito para comemorar não. Hoje em dia ainda há muita predileção. As pessoas preferem pagar caro em um animal do que adotar, e quando fazem isso a escolha é grande, tem que ser branco e de raça”, revela a tesoureira da Apatas de Tangará da Serra Anelisa Oliveira.


Infelizmente as pesquisas apontam que mesmo os animais de raça tem sofrido, pois o abandono está aumentando no Brasil, inclusive de raça pura e pedigree, que já foram garantia de conforto e bons tratos para cães e gatos. Não são mais. Atualmente, 30% dos bichos abandonados tem raça definida.


Assim como Anelisa, a presidente do Abrigo Peludos e Cia de Campo Novo do Parecis, Jaqueline Martelli também acredita que muitas coisas ainda devem acontecer para que a data seja comemorada. “Ainda falta muito. Mas temos sim alguns resultados com as postagens, sempre aparecem pessoas para adotar, mas ainda não é o suficiente”, ressalta ao frisar que até mesmo casos em que há a adoção, há muitas vezes a devolução. “Somente no mês passado de sete adoções tivemos quatro devoluções, pois a pessoa adota no impulso, porque é pequeno, é bonitinho e quando leva para casa ele cresce, come o chinelo e faz suas necessidades, daí vira um problema”, salienta a protetora.


Esta campanha educativa possibilita estabelecer uma mobilização em prol do direito dos animais e prestar uma justa homenagem a São Francisco de Assis, um exemplo de protetor dos animais, que nesta oportunidade tem seus princípios e valores ressaltados.
 



Notícias da editoria