Aeroporto de Rondonópolis é certificado pela Anac e terá voos de grande porte

Eduardo Cardoso / Sinfra MT 19/10/2018 Geral

A autorização beneficia toda a sociedade que passa a contar com mais oferta de voos

Geral

O Aeroporto Municipal de Rondonópolis - Maestro Marinho Franco - recebeu a certificação operacional definitiva da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A autorização beneficia toda a sociedade que passa a contar com mais oferta de voos e com uma unidade mais segura, que fomenta a economia regional.


A licença emitida, após interlocução do Governo de Mato Grosso, vai ampliar a oferta de voos regulares, o que não era permitido antes devido às restrições operacionais de infraestrutura e segurança.


A partir de agora, com a homologação da Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo (EPTA), os voos passam a ser operados com o auxílio de instrumentos, que garantem mais segurança em pousos e decolagens em condições de pouca ou nenhuma visibilidade, evitando inclusive a redução de cancelamentos de voos por conta de mau tempo.


Os equipamentos foram adquiridos pelo Governo de Mato Grosso, que investiu R$ 1,2 milhões na aquisição. Junto à ANAC, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) auxiliou na elaboração da documentação necessária para emissão da certificação definitiva.


“Os aparelhos já estavam funcionando de forma provisória; a Sinfra realizou estudos essenciais para atender todas as exigências solicitadas pela ANAC para que, de fato, fosse emitida a certificação operacional definitiva. Cumprimos todos os requisitos de segurança exigidos e estabelecidos em termo de compromisso assinado”, frisou o secretário da Sinfra, Marcelo Duarte.

 

“O aeroporto de Rondonópolis passa a ser mais atrativo para novas companhias aéreas, que poderão operar com aviões de grande porte. Inclusive, já existe confirmação de um novo voo, para o ano que vem, com destino à cidade de Campinas”, finalizou a superintendente aeroportuária da Sinfra, Maksaíla Moura.

Notícias da editoria