Mais de 800 pessoas são atendidas com o ‘Ipes Mais Solidário’

Rodrigo Soares / Redação DS 21/10/2018 Educação

‘Ipes Mais Solidário’ chegou em sua 10ª edição neste sábado, dia 20

Ação voluntária aconteceu na sede do Ipes (Foto: Humberto Ferreira)

Uma manhã especial com prestação de serviços à comunidade de forma gratuita. Assim foram as primeiras horas de sábado, dia 20 de outubro, para mais de 800 pessoas de Tangará da Serra, que puderam ser beneficiadas com 17 tipos de serviços ofertados pelo Instituto Presbiteriano de Educação Simonton (Ipes), através do tradicional Ipes Mais Solidário.


O evento, que nesse ano chegou em sua 10ª edição, reuniu o público mais carente de vários bairros da cidade, que tiveram disponível nas instalações do Ipes serviços de cabeleireiros, cinema, orientação bucal, consultas médicas com dermatologias e clínico geral, salão infantil, manicure, bazar da pechincha, exames médicos, entre outros.


De acordo com o diretor da instituição, reverendo Marcos dos Anjos, as expectativas foram atendidas diante da participação efetiva de toda a comunidade e colaboradores, que fizeram dessa edição mais um sucesso.


“É uma satisfação para nós promovermos esse evento com a colaboração essencial de nossos parceiros, pois já são atividades tradicionais prestadas todos os anos pela escola. A satisfação pode ser vista tanto pelas pessoas que receberam os atendimentos, como também nos olhos de nosso colaboradores que prestaram seus serviços, tornando uma manhã especial para várias pessoas”, avaliou o diretor, destacando que dentro do ‘Ipes Mais Solidário’ também aconteceu o ‘Fazendo Acontecer’, um projeto novo voltado para ajudar na renda familiar. “Nós oferecemos às pessoas  uma renda extra, uma oportunidade de aprender como fazer sabonetes. Tivemos pessoas ensinando e  oportunizando o aprendizado”, destacou o responsável.


Vale destacar que além de oferecer serviços gratuitos à população, o Ipes Mais Solidário também contribui com a Casa da Criança, Lar dos Idosos e com a turma de formandos do 3º Ano da escola, através da renda arrecadada no bazar da pechincha.
 



Notícias da editoria