Advogados de Tapurah cobram solução do Poder Judiciário após 8 meses sem juiz

RD News 24/10/2018 Polícia

O problema se arrasta há quase uma década

Os processos estão se acumulando em Tapurah

Após aproximadamente oito meses sem um magistrado fixo atuando em Tapurah, os advogados do município se mobilizaram e fizeram o movimento #CadêNossoJuiz?. Eles pedem uma solução definitiva. O problema se arrasta há quase uma década por conta da constante substituição e troca de juízes no Município.


Advogados se reuniram com o Poder Judiciário neste mês e cobraram a designação de um magistrado para atender a comarca. De acordo com a representante da OAB-MT em Tapurah, Ana Carolina Belleze, desde meados de março, quando ocorreu a transferência do juiz Fábio Pettengil, a cidade está sem magistrado.

Isso porque em 16 de abril foi nomeado como titular o juiz Jorge Hassib Ibrahim, porém, ele foi designado a permanecer em Paranatinga até o fim do ano.


Durante uma reunião realizada no Município há aproximadamente dois meses, o Poder Judiciário teria informado que não poderia mover o magistrado para a comarca onde foi nomeado como titular em razão do período eleitoral.


Segundo Belleze, mesmo com o auxílio de outros quatro juízes da comarca de Lucas do Rio Verde, os processos estão se acumulando em Tapurah em razão da falta de um magistrado presente na comarca. Ela conta que alvarás levam até dois meses para serem expedidos e julgamento de liminares pode demorar até 90 dias.
 

Notícias da editoria