Menos de 12 horas após crime, PJC prende suspeita de ter matado ex

Redação DS 26/10/2018 Polícia

Crime aconteceu na madrugada de sexta-feira

Rosenilda Maria da Silva

Menos de 12 horas apos o assassinato de  Rogério Dias da Silva, de 40 anos, a  Polícia Judiciária Civil (PJC) de Tangará da Serra prendeu no final da manhã desta sexta-feira, 26, Rosenilda Maria da Silva, de 41 anos, era procurada pela polícia desde a madrugada, suspeita de ter matado o ex companheiro a facadas. O crime aconteceu por volata da 1 da manhã,  no Jardim Monte Líbano, em Tangará da Serra.


Segundo informações, Rosenilda havia ligado para o ex que foi ao seu encontro e após uma conversas haveria acontecido um desentendimento, quando a mulher golpeou a vítima com uma arma branca e logo em seguida fugiu. A policia tão logo se inteirou dos fatos iniciou as buscas pela suspeita, o que ocorreu ainda nesta manhã.


Em entrevista, Rosenilda contou que foi um acidente e que está arrependida do que fez. "Foi um acidente, a gente se desentendeu porque eu suspeitava do roubo do meu celular", disse ela, relatando que amava a vítima. A vítima era Rogério Dias da Silva, conhecido como Tigela.
 

Notícias da editoria