Três indígenas morrem em grave acidente próximo a Campo Novo

Willian Tessaro / Portal Campo Novo 01/11/2018 Polícia

As autoridades confirmaram o óbito de uma criança, identificada como Clariele, um homem, Raimundo e uma mulher, Nalva

Polícia

Três índios morreram em mais um grave acidente em Campo Novo, durante a noite desta quarta-feira, 31, na MT-235, aproximadamente 30 quilômetros da cidade. Segundo informações obtidas com o Corpo de Bombeiros, três veículos se envolveram na batida, uma Pick-up Montana, uma caminhonete F-4000 e um Volkswagen Up.


Na Montana seguiam quatro indígenas, dois no interior e outros dois na carroceria. Na F-4000 estava outro indígena e no veículo Up havia um homem ainda não identificado. Ainda segundo os bombeiros, o condutor da Montana havia saído de Campo Novo com destino a Aldeia 4 Cachoeiras, o condutor da F-4000 seguia na pista contrária, e o Up estava no acostamento, possivelmente voltando para Campo Novo.


O motorista da pick-up, ao tentar sair da rodovia, percebeu que a F-4000 seguia na pista contrária. Para evitar a colisão ele tentou desviar, mas colidiu com o Up, que estava parado. O condutor da caminhonete não conseguiu frear a tempo e acertou, violentamente, contra a lateral da Montana. Os índios que estavam na carroceria foram lançados a mais de 100 metros de distância, morrendo no local. Outro indígena, que estava como carona, ficou preso as ferragens e morreu na hora.


Os motoristas da pick-up e caminhonete sofreram ferimentos e precisaram ser levados para o Centro Hospitalar Parecis. O condutor, do veículo estacionado, não sofreu ferimentos. O estado de saúde das vítimas não foi informado. As autoridades confirmaram o óbito de uma criança, identificada como Clariele, um homem, Raimundo e uma mulher, Nalva.  O Corpo de Bombeiros teve ajuda dos indígenas para retirar a vítima das ferragens e liberar o corpo.


Várias autoridades de segurança estiveram no local do acidente para prestar auxílio. A Polícia Militar cuidou para que o trânsito fosse interrompido nos dois sentidos. O fluxo segue interditado até a publicação desta matéria. A Polícia Civil está investigando as causas e recebe apoio do Instituto Médico Legal (IML) e POLITEC.


Um laudo deve ser emitido em breve, apontando como foi o acidente. Todos os índios, segundo as autoridades, pertencem a etnia Paresí e são da mesma aldeia.



Notícias da editoria