Caso de raiva canina é confirmado em Tangará

Rodrigo Soares / Redação DS 07/11/2018 Saúde

O diagnóstico foi detectado em um cachorro filhote de cinco meses

Confirmação da doença foi registrada no Município

A Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra confirmou nesta quarta-feira, dia 07 de novembro, um caso de raiva canina registrado no Município. O diagnóstico positivo foi detectado em um cachorro filhote de cinco meses, que precisou ser sacrificado.


De acordo com o secretário de Saúde, Itamar Bonfim, o fato foi registrado em um sítio localizado na Linha 12. “Naquela região tem muitos morcegos, então a gente acredita que isso tenha contribuído. Nossa equipe foi in loco no sítio. Levamos a situação ao Indea e Escritório Regional de Saúde, coletamos o material e encaminhamos até um laboratório em Cuiabá, quando veio a confirmação”, afirmou o secretário, destacando que a equipe de Saúde se deslocou até a região do sítio para vacinar os animais, promovendo assim o imediato bloqueio da doença.


“Os cachorros e gatos têm que ter três meses de vida para se vacinarem. Como esse cachorro infectado tinha apenas cinco, provavelmente não deu tempo de receber a vacina quando aconteceu a vacinação”, relatou Itamar.


Conforme o Diário da Serra já veiculou em edições anteriores, recentemente a Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde Ambiental, realizou a campanha de vacinação antirrábica, oportunidade em que mais de três mil e cães foram vacinados somente em um dia. “É importante salientar que todas as coberturas são acima de 100%, então esse caso não aconteceu por conta da vacinação, mas sim provavelmente porque o animal era muito novo”, frisou o secretário.


Vale lembrar que a campanha de vacinação terá continuidade no dia 10 de novembro em oito Unidades de Saúde da Família (USF’s), e será encerrada no dia 17 do mesmo mês, quando a ação será realizada em sete USF’s da cidade.
 

Notícias da editoria