Ramon promove 1ª Jornada Científica da Escola Plena

Fabíola Tormes / Redação DS 30/11/2018 Educação

Todas as turmas da unidade educacional estão participando e apresentando seus projetos

Educação

Sustentabilidade ambiental. Esse é o tema da 1ª Jornada Científica da Escola Estadual Plena Ramon Sanches Marques, iniciada na manhã desta sexta-feira, 30 de novembro, e que seguirá durante toda a tarde.


De acordo com o professor Peterson Quirino Costa, todas as turmas da unidade educacional estão participando e apresentando seus projetos aos alunos de outras escolas e comunidade escolar. “Esse tema foi trabalhado com antecedência prévia de três meses em sala de aula pelos professores, depois os alunos fizeram as pesquisas e hoje é a culminância de todo esse processo”, explica o educador. “E hoje vejo todos os alunos felizes, contentes com o resultado e com uma autoestima elevada, de apresentar o produto que eles pesquisaram, que correram atrás para acontecer”.


Divididos em diferentes pontos da escola, os trabalhos destacam a sustentabilidade ambiental, entre eles a reutilização de materiais que a sociedade descarta como lixo, mas que podem ser reutilizados para outro fim, como os jogos pedagógicos matemáticos. Neste trabalho, os alunos usaram pequenos pedaços de madeira para construir um jogo da velha diferente, assim como caixas de montar que estimulam aqueles que estão 'brincando'.


Além desses, destaque para aqueles que trabalham recursos energéticos que envolvem combustíveis, a reutilização da água, a conservação e a conscientização do consumo desse recurso, a captação da água da chuva, entre outros que, se aplicados, poderiam resolver alguns dos problemas da sociedade em Tangará. “O consumo consciente da água, o trabalho com o lixo na escola como materiais pedagógicos (…), por exemplo, são ações que podemos implementar na escola. A sustentabilidade depende muito da criatividade e do interesse do indivíduo de ter uma ideia, de algo que é um problema”, afirma o professor, finalizando que é possível sair da teoria e partir para uma prática sustentável. “A melhor teoria é fazer da sua prática, a sua própria teoria”.



Notícias da editoria