Com nota máxima, estudante busca vaga de medicina

Fabíola Tormes / Redação DS 22/01/2019 Educação

Tangaraense é a única do Estado a conseguir mil na redação

Gabriela vai aplicar a nota da prova para entrar no curso de Medicina

A mato-grossense Gabriela Fonseca Arenhart, de 21 anos, está em um seleto grupo de somente 55 candidatos que conseguiram nota máxima na Redação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018.  Ela foi a única de Mato Grosso a conseguir a nota mil na Redação.


Natural de Tangará da Serra, Gabriela se dedicou exclusivamente aos estudos, 12 horas por dia, durante os últimos quatro anos, em busca da tão sonhada vaga de Medicina. “Foram quatro anos de cursinho em Cuiabá, depois que terminei o terceiro ano. O último ano foi cursinho integral, então estudava de manhã e de tarde, chegava em casa e estudava um pouco mais. Bem cansativo, mas que valeu a pena”, relembra.


De família pioneira em Tangará – chegaram aqui em 1976, há 43 anos – Gabriela é a caçula, que, assim como o irmão, deixou o interior para estudar na Capital, onde permaneceu por quatro anos. “E tudo isso devo à minha família, ao meu pai [Tomé Arenhart], minha mãe [Maria Helena Fonseca Arenhart] e meu irmão [Guilherme Arenhart], aos meus amigos e ao apoio dos professores, incríveis, que passaram na minha vida, principalmente os de redação. Todos que me ajudaram a conseguir esse desempenho”, agradeceu a estudante, ao creditar esse mérito a todos os professores do Ensino Médio, cursado no Colégio Ideal e dos cursos que participou – de redação na Avance (junto ao terceirão, em Tangará) e Master e Farina, ambos em Cuiabá.


Agora, com as inscrições para o SiSU 2019 abertas, Gabriela vai aplicar a nota da prova do Enem para entrar no curso de Medicina na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) campus de Cuiabá e/ou no campus de Sinop. “E espero ser chamada, nem que não seja na primeira, mas espero na segunda, terceira”, aguarda, ansiosa, pelo resultado.


“Esse foi o tema mais difícil”, externa Gabriela

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) divulgou nesta segunda-feira que somente 55 pessoas tiraram nota máxima na prova de Redação, sendo que dessas, 76% eram mulheres, entre elas a tangaraense Gabriela Fonseca Arenhart.


Ela e outros 4 milhões de participantes falaram da “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. “Quando vi o tema fiquei bem surpresa, pois não esperava esse tema. Fiquei nervosa, mas respirei fundo e comecei então a anotar as ideias na própria folha”, relembrou. “Fui escrevendo algumas ideias, alguns recursos argumentativos que podia encaixar no tema, até que elaborei uma tese e fiz os primeiros dois argumentos (…) fui juntando as ideias, como o que o Estado poderia fazer em relação a isso, o que as escolas poderiam fazer e deu certo”.


Este é o sexto Enem que a estudante participa. “Faço o Enem desde o segundo ano do Ensino Médio. Esse foi o tema mais difícil que fiz e tirar essa nota foi uma grande surpresa”.

 



Notícias da editoria