Mais de 43 mil eleitores ainda não fizeram revisão biométrica em Tangará

Fabíola Tormes / Redação DS 10/02/2019 Política

Somente 23.041 eleitores procuraram um dos postos de atendimento

Atendimento agora é das 7h30 às 17h30

A Justiça Eleitoral está traçando novas ações estratégicas para aumentar o cadastramento biométrico nos 26 municípios onde é obrigatória a revisão do eleitorado, com coleta de dados biométricos, especialmente naquelas cidades em que o comparecimento de eleitores esta abaixo do esperado. O prazo acaba em 29 de março e, após essa data, todos os eleitores que não atenderam à convocação terão os títulos cancelados.


Em Tangará da Serra, um dos 26 municípios onde a revisão é obrigatória, mais de 43 mil eleitores ainda não fizeram a coleta de dados biométricos. Até às 9h45 da última sexta-feira, dia 8 de fevereiro, 23.041 eleitores haviam procurado um dos postos de atendimento em Tangará para a revisão biométrica, o que representa 34,67% do total de 66.453 eleitores aptos a voto. Se a justiça contar os títulos cancelados (cerca de 6 mil), esse número é ainda maior.


“Estão faltando ainda dois terços da cidade e temos apenas 40 dias para fazer todo esse atendimento”, alerta o chefe do Cartório da 19ª Zona Eleitoral, Luis Gustavo Romko, preocupado com a baixa procura.


Assim, para oportunizar ao eleitor um tempo maior para buscar o serviço, a Justiça Eleitoral iniciou na última sexta-feira, 8, o atendimento em período integral, das 7h30 às 17h30, no Cartório Eleitoral e no Centro Cultural. Com isso, dobrou a capacidade de atendimento diário – chegando a uma média de 700 a 800 pessoas por dia.


Antes disso, até 400 pessoas poderiam ser atendidas, porém, na maioria das vezes, este número não era alcançado devido a baixa procura dos eleitores. “Então o primeiro passo é ampliar o horário de atendimento, em seguida abrir mais postos e, provavelmente faremos mutirões nos finais de semana, próximo a data de encerramento [29 de março]”.


Vale ressaltar que na Câmara Municipal o atendimento segue somente no período da manhã – até às 13h30.


Justiça Eleitoral organiza novo posto de atendimento

Além do atendimento em período integral, a Justiça Eleitoral de Tangará da Serra está se organizando para iniciar o atendimento – com maior capacidade – no auditório da Prefeitura Municipal.


De acordo com o chefe do Cartório da 19ª Zona Eleitoral, Luis Gustavo Romko, a partir da próxima semana (dia 18), o atendimento realizado na Câmara Municipal será transferido para o auditório da Prefeitura Municipal. “Vamos montar mais um posto de atendimento na Prefeitura, num espaço mais amplo, para melhor acomodar os eleitores. Apesar de ficar um pouco mais distante do centro, será um espaço maior e com melhor capacidade de atendimento”, frisa o responsável, conclamando as pessoas que ainda não fizeram a revisão biométrica, que procurem um dos pontos de atendimento, o mais rápido possível.


Desde a última sexta-feira, 8, o Cartório Eleitoral e o Centro Cultural Pedro Alberto Tayano Filho estendeu o atendimento, dobrando sua capacidade. Para este atendimento em período integral, Romko afirma que foi necessário redobrar o número de servidores. “Tivemos um auxílio da prefeitura, através do prefeito Fábio Junqueira, que, ciente das necessidades, tem ajudado a Justiça Eleitoral, cedendo servidores para auxiliar nesse trabalho, devido a possibilidade de haver um grande número de cancelamento de títulos para Tangará, que prejudica politicamente o município”, agradece.


Para o atendimento é necessário apresentar um documento oficial de identificação, comprovante de residência e título de eleitor.

 



Notícias da editoria