Apae realiza Concurso de Cartazes e escolhidos concorrerão a slogan de Festival

Rosi Oliveira / Redação DS 01/03/2019 Educação

Cartaz escolhido será estampado em folders e camisetas

Educação

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) realizou na quinta-feira, 28,  uma exposição para Concurso de Cartazes, quando 18 alunos participaram expondo seu trabalhos. A exposição aconteceu para que através de votação aberta dos visitantes, três desses cartazes fossem escolhidos para serem avaliados em uma exposição regional, onde concorreram com outros de oito municípios.

Segundo Célia Pereira dos Santos, coordenadora de Artes da Apae, essa é a primeira atividade alusiva ao Festival Nossa Arte que é realizado a cada três anos pelas associações. "Nós fizemos hoje, essa exposição que é o pontapé do festival e daqui tivemos três cartazes escolhidos, e em breve eles concorrerão com outros", informou.

Conforme Célia, a próxima seletiva acontecerá em Barra do Bugres no dia 08 de março, quando será escolhido apenas um cartaz., dentre todos. Esse, será o Slogan do festival. Será estampado em folders e camisetas, bem como, em todo material referente à festa que também acontecerá em Barra do Bugres, mas no mês de Abril.

De acordo com a coordenadora, após ser utilizado como logo, o cartaz escolhido também participará de uma seletiva no Amazonas.

Para a professora, as expectativas foram superadas e os cartazes foram mais uma prova de superação. "Demos a oportunidade a todos da escola participarem e mais uma vez eles provam que são capazes dentro de suas limitações. Essa é uma oportunidade de destacar as capacidades das pessoas com dificuldades, lembrando então, que elas apenas precisam de uma oportunidade", ressaltou.

Votação- Dentre os 18 cartazes, três foram escolhidos pelos apreciadores da exposição que estiveram na escola. Se destacaram os cartazes de Pedro Henrique Alves dos Santos, de 22 anos, que tem deficiência intelectual, de Guilherme Alexandre de Almeida Santos, que é autista e tem 16 anos e também, o de Ricardo Daniel da Silva de 19 anos que também tem deficiência intelectual.

Notícias da editoria