Dois municípios de MT terão eleições suplementares em abril após cassação de prefeitos

G1 MT 07/03/2019 Política
Política

Os eleitores de Bom Jesus do Araguaia e Ribeirão Cascalheira,  devem voltar às urnas em eleições suplementares após a cassação dos prefeitos. Ao todo, 11,1 mil eleitores devem participar das eleições que devem ser realizadas no dia 7 de abril.

 

Os novos representantes devem comandar as prefeituras até 2020.

 

Em Bom Jesus do Araguaia disputam Ronaldo Rosa de oliveira, pela coligação ‘Uma Nova História’, e Silvio Maria Dantas, da coligação ‘Deus no Comando, Trabalho e Amor por Bom Jesus’.

 

Serão quatro locais de votação para acomodar os 4.668 eleitores.

 

Em setembro de 2017, Joel Ferreira (PSDB) e Edmárcio Moreira (PRP) foram cassados por abuso de poder econômico e compra de votos. À época, eles negaram os crimes no curso do processo.

 

Já em Ribeirão Cascalheira, disputam o cargo Luzia Nunes Brandão, pela coligação ‘Unidos pelo progresso de Ribeirão Cascalheira’, e Wiser Barbosa Moura, da coligação ‘Rumo novo com a força do Povo’.

 

Serão cinco locais de votação para acomodar os 6.631 eleitores.

 

No ano passado, o então prefeito Reynaldo Fonseca Diniz (PR), e o vice dele, Gleison Oliveira, também do PR, tiveram os mandatos cassados por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016.

Notícias da editoria