Juiz determina instalação de sistema de segurança

Redação DS 04/04/2018 Polícia

Decisão é resultado de um processo movido por vítima

Polícia

A agência dos Correios do município de Campo Novo do Parecis tem até meados de abril para instalar porta giratória, contratar agente de segurança e manter sistema de filmagem funcionando regularmente.  Caso contrário, terá que suspender os serviços de Banco Postal, por meio do qual atua como correspondente bancário do Banco do Brasil.
A determinação é do juiz João Humberto Cesário, titular da Vara do Trabalho da região, ao julgar uma reclamação trabalhista movida por um empregado dos Correios.
No processo, o trabalhador relatou o desespero que tomou conta de todos que estavam na agência no dia 8 de setembro do ano passado quando, mais uma vez, assaltantes armados invadiram o local e, sob fortes ameaças e constrangimentos, detalhados em boletim de ocorrência juntado ao processo, roubaram o que puderam, inclusive os pertences do funcionário: sua aliança de casamento, seu celular e sua moto. Por esses motivos, pediu a reparação dos danos morais e materiais resultantes do episódio criminoso de que foi vítima enquanto prestava serviços à empresa, bem como a instalação de sistemas de segurança no local de trabalho.
Por fim, autorizou que, caso a empresa não faça as adequações de segurança em até 30 dias após a sentença, e nem ocorra a suspensão dos serviços de Banco Postal, o trabalhador deixe de prestar serviços na agência até que uma das duas providências seja concluída pelos Correios, tudo sem prejuízo de sua integral remuneração.

Aline Paula de Cubas

Notícias da editoria