Juiz envia ação contra tenente para Vara Militar

Redação DS 05/04/2018 Polícia
Polícia

O juiz Marcos Faleiros, da Vara Contra o Crime Organizado da Capital, declinou da competência para julgar a tenente Izadora Ledur, considerada a principal responsável pela morte do soldado bombeiro Rodrigo Claro, durante um treinamento da corporação em novembro de 2016.
A decisão foi dada na tarde desta quarta-feira, 04. Com a determinação, o caso será enviado para a 11ª Vara Criminal Militar de Cuiabá, de titularidade do juiz Murilo Mesquita. 
O envio do caso à Vara Militar atendeu pedido do advogado Huendel Rolim, que faz a defesa de Ledur. Na decisão, o juiz Marcos Faleiros citou que a Lei 13491/2017 estabelece que compete à Justiça Militar, e não à Justiça Comum, os crimes dolosos cometidos por militares.
Izadora Ledur deveria ser interrogada,ontem, mas com a decisão a oitiva ficou suspensa.
Além de Ledur, outros cinco bombeiros haviam sido denunciados pela morte de Rodrigo: Marcelo Augusto Revéles Carvalho, Thales Emmanuel da Silva Pereira, Diones Nunes Siqueira, Francisco Alves de Barros e Enéas de Oliveira Xavier.
Em relação a eles, todavia, a ação foi suspensa em janeiro deste ano após acordo firmado com o Ministério Público Estadual (MPE).

Midia News

Notícias da editoria