Mato Grosso tem 42 casos suspeitos de influenza

Redação 12/04/2018 Saúde
Saúde

Quarenta e dois pacientes em Mato Grosso foram notificados com suspeita de influenza pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio da Vigilância Epidemiológica. Desse total registrado, 21 casos são suspeitos de gripe influenza com o vírus H3N2, que já circulou nos Estados Unidos e que agora circula no Brasil.
De acordo com informações da assessoria de comunicação da SES, oito pessoas morreram sendo que um dos óbitos foi causado pelo vírus H1N1, ocorrido em Cuiabá. “Esses casos suspeitos e que estão sendo investigados são de pessoas que faleceram entre o fim do mês de março e o início de abril, sendo um caso com morte registrada em Tangará da Serra, cinco casos em Cuiabá, um em Juína e um em Várzea Grande”, cita a assessoria de comunicação em nota, destacando que a Vigilância já confirmou 18 casos por influenza, sendo que 13 pacientes evoluíram para a cura e já receberam alta médica.
Os Escritórios Regionais de Saúde estão auxiliando os municípios no atendimento desses casos e no encaminhamento dos materiais coletados para exames que são realizados pelo LACEN – Laboratório Central do Estado, em Cuiabá. O resultado dos exames deve ser conhecido em até 28 dias.
Conforme os dados, Cuiabá tem o maior número de casos, com 19 pacientes. Segundo a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da SES/MT, Alessandra Moraes o serviço de Vigilância Nacional do Ministério da Saúde foi comunicado dos casos suspeitos e dos que foram confirmados até o momento.
A coordenadora alerta à população para que ao primeiro sintoma de gripe ou de um quadro de síndrome respiratória aguda grave e que pode evoluir para a influenza, para que procurem imediatamente a unidade de saúde municipal mais próxima, para ser tratado e receber medicamento pelo SUS. (Com informação da assessoria).

Três casos suspeitos são da Regional de Tangará

Entre os quarenta e dois casos suspeitos de influenza que foram notificados pela  Secretaria de Estado de Saúde (SES), três são de pacientes atendidos pelo Escritório Regional de Saúde de Tangará da Serra, que compreende mais nove municípios da região. De acordo com informações da assessoria de comunicação da SES, o Município de Campo Novo do Parecis tem dois casos suspeitos, e Tangará da Serra conta com uma notificação que resultou em óbito, sendo que os três casos estão em investigação laboratorial.
Já os municípios de Arenápolis, Barra do Bugres, Denise, Nova Olímpia, Porto Estrela, Nova Marilândia e Santo Afonso, que também são atendidos pelo Polo de Tangará da Serra, não contam com nenhum registro.
Diante das notificações e alto número de óbito no Estado, a Secretaria de Estado de Saúde solicitou ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância (CIEVS) que encaminhe para Mato Grosso uma equipe técnica especializada que possa realizar o serviço epidemiológico de campo, auxiliando assim os municípios onde ocorrem as mortes de pacientes com suspeita da gripe influenza H3N2.
VACINAÇÃO - O Ministério da Saúde deverá realizar campanha nacional de vacinação a partir do dia 23 de abril, com o dia D no dia 12 de maio. As vacinas somente estarão disponíveis a partir do dia 23 deste mês. A vacinação terá como público prioritário os idosos, crianças com até cinco anos de idade, gestantes e profissionais da saúde e da educação. Quem não puder tomar a vacina deve se consultar e receber medicamento na rede municipal de saúde.

RODRIGO SOARES / Redação DS



Notícias da editoria