Centro Socioeducativo é anseio antigo

Redação 14/04/2018 Geral
Geral

A construção de uma unidade em Tangará da Serra destinada ao cumprimento de medidas socioeducativas para menores infratores se arrasta há muitos anos.
Com a decisão proferida na segunda-feira, 09, a possibilidade se agiganta, uma vez que quando da apresentação, o secretário deixou bastante clara a falta de orçamento para sua realização.
Do total bloqueado, R$ 15 milhões são relativos a obra em Sinop, outros R$ 15 milhões para Tangará e R$ 1,5 milhão para a Capital, além da reforma de uma unidade localizada em Cuiabá.
Em outro trecho das decisões, a juíza afirmou que o bloqueio ocorre já que o Estado não interpôs impugnação ao cumprimento da sentença.
O processo corre em segredo de justiça. Em ambas as decisões, a magistrada deu prazo de 30 dias para que o Ministério Público apresente plano de cumprimento de sentença.
Determinou ainda, a notificação da Procuradoria-Geral do Estado.
Presente na reunião para apresentação do projeto, o prefeito Fábio Junqueira disse na ocasião, ser tamanha a importância do Centro, e de que tratativas de parceria com outros Municípios da região foram iniciadas para uma possível construção da unidade, mas sem evolução.

Rosi Oliveira / Redação DS



Notícias da editoria