Confirmada primeira morte por Influenza B em Tangará da Serra

Redação 24/04/2018 Saúde
Saúde

Após pouco menos de 20 dias, a Vigilância Epidemiológica de Tangará da Serra confirmou na tarde de ontem, 23, o primeiro óbito por Influenza B no Município. As informações foram repassadas pela coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Juliana Herrero. “Nós recebemos hoje (ontem), no período da tarde, o resultado do exame da paciente que tinha vindo a óbito aqui em Tangará com suspeita de Síndrome Respiratória Aguda Grave. O exame veio confirmando Influenza B. Realmente foi um  óbito por Influenza, não Influenza A, H1N1, nem H3N2, mas Influenza B. Lembrando que este subtipo de influenza ele contém na vacina, por isso, e tão importante reforçar a vacina nesses grupos de risco”, ressalta.
Segundo a coordenadora, informações colhidas sobre a paciente não indicam que ela havia viajado, mas por trabalhar num local de grande fluxo de pessoas isso pode ter facilitado o contágio. “Ela não viajou, ela não saiu do município, mas o local onde ela trabalhava era de grande circulação de pessoas e por isso eu faço um alerta, não vamos frequentar lugares com  aglomeração de pessoas, vamos ter cuidados de higienização. Se tivéssemos o hábito contínuo de, principalmente, lavar as mãos, evitaríamos muitas doenças, e uma delas são essas Síndromes Respiratórias”, frisou, salientando que a vacinação somente no primeiro dia, ontem, foi imensamente expressiva, o que deve fazer com que as doses acabem ainda hoje.
De acordo com Herrero, a meta é não ter mais óbitos na cidade. “Nós estendemos a vacinação na hora do almoço, trabalhamos ate às oito da noite. Nós vamos estender enquanto a gente tiver a vacina, porque a gente quer a população imunizada e a gente não quer mais óbitos em Tangará”, assegurou a responsável.
Ainda conforme Juliana, no Município até o momento são seis casos notificados, sendo um de Campo Novo do Parecis e agora um óbito confirmado por Influenza B.
A paciente em questão, foi internada na madrugada de sexta para sábado, do dia 7 de abril, com dores de garganta e veio a óbito no domingo, dia 8 de abril.

Rosi Oliveira / Redação DS



Notícias da editoria